quinta-feira, 22 de setembro de 2016

É eis que chega a Primavera!


É Primavera! 
É tempo de flores, de cores, de amores. Perfumes pairam no ar que fica mais leve, sonhos povoam coraçōes. A mais doce das estaçōes do ano... 

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Nas tardes de inverno



Mais um passatempo para as tardes frias do inverno: porta guardanapos feitos com carinho, para tornar a mesa de refeições mais acolhedoras.


terça-feira, 30 de agosto de 2016

De se cultivar uma horta...


Limão siciliano, tomate pera, alface, pepino,vagem, alguns dos produtos de nossa hortinha, plantada lá no terraço, e que torna nossas refeições muito mais saborosas. Claro que manter uma horta/pomar num terraço dá trabalho, mas o prazer de ver as sementes ou mudas viraram frutas, verduras, temperos e legumes para nossa mesa compensa qualquer trabalho. Sem contar a beleza e a alegria que as flores da varanda começam a nos propiciar com a proximidade da primavera...Viver numa cidade grande nâo implica, necessariamente, em viver longe da natureza, não é mesmo, meus amigos?

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

À espera da primavera


Acostumados como ja estavamos, nos últimos anos, a passar pelos invernos com clima não tão rigoroso, uma vez que o efeito estufa desestabilizava cada estação, este ano temos tido um inverno "comme il faut", geladinho, tema de muitas conversas e reclamações seja la onde estivermos. Metrô, ônibus, lojas, supermercados, elevadores, o assunto inicial é sempre o mesmo: "Que frio, não?"  -  "Nem  diga. Está demais;;;" Pronto. Estabeleceu-se uma conversa. Exatamente como acontecia no verão passado que foi causticante "de cabo a rabo" como diziam os antigos, só que a queixa era sobre o insuportável calor que minava as forças, desanimava qualquer um... 
Agora, em pouco menos de um mês, eis que chega a doce primavera, envolta em seus frescores, suas flores, suas cores, seus amores.... . Imaginam que va-se falar sobre o azul do céu, a beleza da manhã, o perfume das flores ou a chegada dos amores? Mesmo? Sei não. Acho que vão mesmo e reclamar das chuvas que caem como uma benção sobre campos e cidades, mas que atrapalha o trânsito já tão caótico. Afinal, quando se acostuma a reclamar, fica difícil voltar a falar de coisas amenas, de dias bonitos, ainda que os sintamos em nós; Nosso povo anda sofrido, e isso tira a doçura da alma de todo mundo. Mas gostaria muito de ver o doce olhar das pessoas comovidas com um raio de sol, uma gota de chuva sobre a pétala de uma rosa, a água correndo benfazeja pelo asfalto, como costumava ver nos doces tempos de minha infância.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Tardes de inverno


 Nestas frias tardes de inverno, minha poltrona favorita, música ao fundo, uma fumegante xícara de chá ou de chocolate, num clima muito propício para a doce arte de crochetar aplicada à confecção de alguns sousplats para nossa mesa. Tinha até esquecido de como é bom esse aconchego.